O que são infraestruturas?

Em termos gerais, o termo infraestruturas diz respeito a ativos relacionados com a prestação de serviços que são essenciais ao funcionamento seguro e próspero da sociedade global. Trata-se de ativos físicos dos quais dependemos todos os dias – desde os serviços de utilidade pública que nos fornecem eletricidade e água, às estradas com portagem e às linhas férreas pelas quais viajamos.

Estes tipos de empresas têm normalmente as seguintes características:

  • Ativos de longa duração regidos por contratos de longo prazo
  • Receitas indexadas à inflação
  • Fluxos de caixa estáveis e crescentes

A natureza relativamente previsível destes fluxos de caixa é especialmente adequada para investidores de longo prazo que procurem o potencial de um fluxo de receitas fiável e crescente, em que o valor do seu capital se apoia em ativos físicos.

O valor dos ativos do fundo diminuirá e também aumentará, o que fará com que o valor do seu investimento diminua e aumente, e poderá receber menos do que inicialmente investiu.

O que são infraestruturas cotadas?

Tradicionalmente, só os investidores institucionais têm podido investir em infraestruturas – por exemplo, fundos de pensões e fundos soberanos – através de investimentos privados avultados em que o capital fica retido por longos períodos de tempo.

No entanto, esta categoria de ativos está cada vez mais acessível a investidores individuais, sobretudo através de ações de empresas de infraestruturas cotadas no mercado bolsista. É aquilo a que chamamos infraestruturas cotadas.

O investidor pode não só investir em infraestruturas cotadas com valores muito inferiores aos que são necessários para investir em ativos privados, mas os investimentos cotados oferecem tipicamente uma liquidez significativamente maior porque as ações de empresas de maior dimensão são negociadas regularmente, pelo que podem normalmente ser compradas e vendidas com rapidez e facilidade. As infraestruturas cotadas também podem proporcionar aos investidores um elevado grau de diversificação porque, tipicamente, cada empresa gerará receitas a partir de uma série de ativos diferentes.

O investidor pode obter acesso a uma gama alargada de empresas de infraestruturas cotadas através do investimento num fundo, que combina participações numa série de empresas num único investimento.

Quando os fundos geram rendimento a partir das empresas em que investem, esse rendimento pode ser pago aos investidores de forma periódica caso tenham optado por ações de rendimento. Em alternativa, o rendimento pode ser reinvestido para gerar rendimento adicional e valorizar o capital, caso os investimentos tenham bons resultados.

Top

Porquê infraestruturas?

As infraestruturas ocupam um lugar importante no tecido da sociedade moderna, e são a espinha dorsal da economia mundial. Assim sendo, consideramos que os fluxos de caixa estáveis e crescentes gerados por esta categoria de ativos têm um papel igualmente importante a desempenhar nas carteiras dos investidores.

Todos os dias, e sem que tenhamos consciência disso, dependemos de infraestruturas. Desde o acordar de manhã, ou quando olhamos para o telemóvel e tomamos um duche, ou quando vemos os últimos episódios de uma série no final do dia…

Porquê infraestruturas?
Top

Onde investimos

Top

Porquê o M&G (Lux) Global Listed Infraestructure Fund?

1

Diferenciado, diversificado

Investir além do domínio tradicional das infraestruturas económicas e diversificar para infraestruturas sociais e em evolução, integrando no processo fatores ambientais, sociais e de governação (ASG no seu acrónimo em português).

2

Rendimento crescente

Um fundo de forte convicção que investe em 40-50 empresas com potencial de aumentar os dividendos de forma sustentável no longo prazo, frequentemente com o apoio de receitas protegidas da inflação.

3

Menor volatilidade

As infraestruturas cotadas proporcionam potenciais características de uma maior rentabilidade do dividendo e de menor volatilidade em comparação com as ações globais

O M&G (Lux) Global Listed Infrastructure Fund investe nas fundações de uma sociedade moderna – desde os ativos físicos que suprem as nossas necessidades de água, energia e transportes, às instalações de ensino e de cuidados de saúde que promovem a nossa sociedade, e as redes de comunicação que nos ligam num mundo cada vez mais digital.

O fundo investe sobretudo em ações de empresas, pelo que fica sujeito a sofrer flutuações de preço superiores às dos fundos que investem em obrigações e/ou instrumentos monetários.

O fundo pode ser exposto a diferentes moedas. Os movimentos nas taxas de câmbio podem afetar negativamente o valor do seu investimento.

A nossa abordagem global procura oportunidades, no mundo desenvolvido e em desenvolvimento, com uma tónica clara na estabilidade a longo prazo e no crescimento protegido da inflação numa categoria de ativos com amplitude, profundidade e liquidez.

Top

A nossa solução de investimento

Top