Não seja vítima de fraudes com investimentos

22/10/2019

Desde simples burlas a esquemas sofisticados, as tentativas de roubo do dinheiro que V. ganhou com muito trabalho não são nada de novo. No entanto, há agora muito mais janelas de oportunidade para burlões do que antigamente.

Laptop

De acordo com a UK Finance, uma associação profissional do setor, sabe-se que em 2018 cerca de 410 milhões de euros (354 milhões de libras) foram desviados devido a fraudes com transferências bancárias, sobretudo envolvendo contas pessoais. A maioria das perdas individuais ascende a milhares de libras.

Mas haverá forma de proteger as suas poupanças contra criminosos astuciosos? A boa notícia é que agora é possível reduzir fortemente as suas hipóteses de vir a ser vítima de burlas, bastando que tome algumas precauções.

Deteção dos sinais de alerta

Apesar de algumas burlas serem altamente sofisticadas, na maioria dos casos não é preciso ser um Sherlock Holmes para detetar quando algo é suspeito.

Há fraudes com investimentos de todo o tipo, mas geralmente dividem-se em duas categorias – ou envolvem falsas promessas, ou é alguém que supostamente representa uma empresa que é da sua confiança. As táticas utilizadas pelos burlões e impostores podem variar, desde telefonemas não solicitados a emails com a aparência de serem autênticos.

Um dos traços comuns nos investimentos fraudulentos, qualquer que seja a forma como são comercializados, é a promessa de retornos financeiros apelativos, muito superiores às taxas de mercado. O risco de perdas também é normalmente desvalorizado. Os esquemas de enriquecimento rápido envolvem muitas vezes títulos e ações que não existem, ou ativos esotéricos, como arte ou vinho.

Há um número crescente de fraudes, muitas vezes promovidas em sítios Web nas redes sociais, que envolvem a negociação de divisas. De acordo com a Financial Conduct Authority (FCA), o número de burlas envolvendo estes dois tipos de atuação aumentou para mais do triplo em 2018-2019, o que mostra que devem ser tratadas com especial cuidado. Muitas burlas procurarão utilizar comprovantes sociais, utilizando avaliações online falsas ou anúncios fraudulentos para parecerem credíveis.

Como pode proteger-se

A FCA recomendou quatro medidas simples que o ajudarão a proteger-se contra fraudes envolvendo investimentos.

  • Rejeite ofertas inesperadas – Se receber um telefonema ou um email do nada e envolvendo uma oportunidade de investimento, há uma forte probabilidade de se tratar de uma burla. A melhor coisa que pode fazer é desligar ou ignorar tal tipo de correspondência
  • Verifique com quem está a tratar – A literatura apresentada e os sítios Web podem parecer idóneos, mas não parta do princípio de que são verdadeiros. Poderá verificar facilmente a identidade de uma firma no Registo de Serviços Financeiros. Utilize os dados de contacto que constam no Registo, e não os dados que lhe foram indicados no contacto, evitando assim 'clones' de empresas em que confia
  • Não se precipite – Uma das estratégias habituais dos burlões consiste em pressionar para investir antes de um prazo falso ou de acordo com condições especiais. Táticas de venda deste tipo deverão sempre fazer soar o alarme. Qualquer sociedade de investimentos com quem gostaria de trabalhar não irá pressioná-lo a tomar decisões financeiras importantes
  • Procure informação ou aconselhamento imparcial – Em vez de seguir os conselhos de uma equipa que o contactou inesperadamente, considere a possibilidade de procurar aconselhamento financeiro independente para planear as suas decisões de investimento. Apesar de lhe ser cobrada uma taxa por este serviço profissional, poderá acabar por ser dinheiro bem gasto

Lembre-se, além disso, que alguém pode estar a fingir pertencer a uma entidade prestadora de serviços de investimento, por exemplo, uma entidade da qual V. já é cliente. Essa pessoa poderá até fingir que representa a M&G.

Para evitar ser vítima deste tipo de estratagema, nunca forneça informação pessoal como palavras-passe ou PIN, pois podem ser utilizados para roubar a sua identidade e aceder a contas.

Quando lhe for apresentada uma oportunidade de investimento, sobretudo se surgir do nada ou se for objeto de publicidade, pergunte-se sempre a i próprio: “Poderá ser uma fraude?" Dedique sempre algum tempo a verificar com quem está a tratar.

Como diz o velho provérbio, se a oportunidade parecer boa de mais para ser verdade, provavelmente é.